quinta-feira, 19 de abril de 2018

Deusas da Lunação – 15/04 a 15/05/ 2018: As Zorya

“Fique em paz.  O Feminino Divino tomará conta de você.”

Nas culturas de todo o mundo, sempre houve deusas tríplices encarregadas do bem estar da Terra. Em geral, essas deusas simbolizam os três estágios das mulheres – donzela, mãe e anciã. A presença universal dessas deusas tríplices sugere a força e a autoridade do Feminino Divino em toda a parte. No folclore  russo, as Zorya são deusas tríplices.

Elas representam diferentes períodos do dia e são nomeadas de acordo com eles. A primeira deusa é chamada de Estrela da Manhã; a segunda, Estrela da Tarde; e a terceira, Meia Noite. Além de atender o deus solar, essas deusas eslavas são guardiãs do universo. Como tais, são responsáveis por guardar o terrível cão do dia do juízo, que está acorrentado à constelação da Ursa Menor.

Texto retirado do livro “Oráculo Sagbrado das Deusas”, de Kris Waldherr

Ótima lua nova a tod@s!

Mônica Azevedo

terça-feira, 20 de março de 2018

Minha Deusa da Lunação – 17/03 a 15/04/ 2018: Mulher Mutante

“Todas as estações da vida trazem bênçãos. Não deixe de apreciá-las”

A Mulher Mutante, também conhecida como Estsanatlechi, é uma das divindades mais poderosas do Povo Sagrado Navajo. Deusa benevolente da fertilidade, ela é mais frequentemente associada ao milho, o grão que, em muitas culturas, é a garantia da alimentação. A Mulher Mutante simboliza a terra sempre em transformação, sempre fértil. Como seu nome sugere, ela aparece como uma jovem donzela na primavera  e no verão e se transforma numa anciã no outono e no inverno.

Os ensinamentos da Mulher Mutante são apresentados no Caminho Abençoado, um grupo de rituais e cantos essenciais. As canções e cerimônia que formam o Caminho Abençoado são utilizadas durante o ano todo para casamentos, rituais de parto, ou de ancianidade, e outras ocasiões da vida do povo Navajo.

Texto retirado do livro “Oráculo Sagrado das Deusas”, de Kris Waldherr
Ótima lua nova a tod@s!

Mônica Azevedo

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Minha Deusa da Lunação (15/02 a 17/03/2017): Diana

"É tempo de caçar o que lhe dá força."
Diana, a deusa romana da caça e da Lua, revela a força física e a autoconfiança das mulheres de toda parte. Ela foi louvada pela sua força e graça atlética; sua capacidade como caçadora foi insuperável. Independente e selvagem, Diana optou por não compartilhar sua vida com nenhum homem. Em vez disso, ela viveu livre nas florestas; sua única companhia era um bando de ninfas e animais selvagens.

Diana foi associada com a Lua, que rege a noite, as feras selvagens e o corpo das mulheres. Ela habitualmente era retratada usando uma coroa em forma de lua acima das sobrancelhas. Muitos dos rituais da deusa encorajavam as meninas e mulheres a se reunir e dançar num frenesi à luz da Lua Cheia, expressando assim sua força e atletismo.

Texto retirado do Oráculo Sagrado das Deusas, de Kris Waldherr


Boa lua nova a tod@s!

Mônica Azevedo

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Minha Deusa da Lunação – 16/01 a 15/02/ 2018: Hera

“Você pode dar as boas-vindas a relacionamentos respeitosos”
Na antiga Grécia, Hera era cultuada como a deusa do casamento. Como regente dessa sagrada instituição, ela era responsável pela sua proteção. Quando os laços dos matrimônios não eram respeitados, sua raiva talvez fosse tão lendária quanto o seu tempestuoso e difícil relacionamento com seu marido, Zeus. O casamento de Hera e Zeus foi celebrado na Beócia com um ritual usando símbolos do deus e da deusa. Uma acha de madeira era carregada para um abrigo uma carroça puxada por bois e ateavam-lhe fogo. Os bois e as árvores eram consagrados a Hera; Zeus regia o fogo e os relâmpagos.

De muitas maneiras, esse antigo ritual é influenciado pelas expectativas tradicionais de casamento. A energia masculina, simbolizada pelo fogo, devora o feminino passivo. Felizmente, os relacionamentos matrimoniais mudaram através dos tempos para refletluar um relacionamento mais juntos entre maridos e esposas.

Texto retirado do livro “Oráculo Sagrado das Deusas”, de Kris Waldherr


Boa lua nova a tod@s!

Mônica Azevedo

domingo, 24 de dezembro de 2017

Minha Deusa da Lunação – 18/12/2017 a 16/01/ 2018: Vênus

"O amor lhe trará prazer"
O Nascimento de Vênus - Pintura de Sandro Botticelli
 

Vênus foi o nome que os antigos romanos deram à deusa do amor. Fruto da união do mar e do céu, Vênus nasceu da espuma do mar  e da água foi trazida à terra numa concha. Ela foi descrita como “a estrela do mar” pelos seus adoradores e considerada a rainha do prazer. Durante centenas de anos artistas e poetas a evocaram em busca de inspiração.

Vênus é a deusa que inspira as pessoas a amar umas às outras, assegurando que a raça humana continue a crescer. Os gregos a conheciam como Afrodite; o nome “Afrodite” significa literalmente “Aquela que veio da espuma”. Suas serviçais, três Graças chamadas Alegria, Brilho e Florescimento, ilustram as maravilhas que a deusa pode oferecer se ela quiser atender aos pedidos terrestres;

Texto retirado do livro “Oráculo Sagrado das Deusas”, de Kris Waldherr





Mônica Azevedo

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Dia de Santa Bárbara e Oyá

Hoje é dia delas!
Salve Santa Bárbara!
Epa hey Oyá!
"Santa Bárbara, que sois mais forte que as torres das fortalezas e a violência dos furacões, fazei com que os raios não me atinjam, os trovões não me assustem e o troar dos canhões não me abale a coragem e a bravura.
Ficai sempre ao meu lado para que eu possa enfrentar de fronte erguida e de rosto sereno todas as tempestades e as batalhas de minha vida, para que vencedor de todas as lutas, com a consciência do dever cumprido, possa agradecer a vós, minha protetora, e render graças a Deus, criador do céu, da terra, da natureza: este Deus que tem poder de dominar o furor das tempestades e abrandar a crueldade das guerras.
Santa Bárbara rogai por nós!"
🙏🙏
🌩️🌬️⚔️🕯️


Ana K.

sábado, 18 de novembro de 2017

Minha Deusa da Lunação - 18/11 a 18/12/2017: Isis


No Egito, Ísis é considerada a grande mãe do universo.  Também foi adorada na época do Império Romano. O seu poder de cura é tão grande, que trouxe de volta à vida o seu marido, Osíris, quando o seu irmão, Set o assassinou e dividiu em vários pedaços. Ísis procurou cada pedaço de Osíris e com suas habilidades mágicas, conseguiu encontrá-los e ressuscitar o marido. E da união de Ísis e Osíris, nasceu Hórus, um deus de igual importância no Egito.

Busque o auxílio de Ísis sempre que precisar de acolhimento, cura e poder. Ísis também pode nos ajudar a resolver questões de vidas passadas.

Ótima lua nova a tod@s!

Mônica Azevedo

Oráculo consultado: “Oráculo Sagrado das Deusas”, de Kris Waldherr


domingo, 22 de outubro de 2017

Minha Deusa da Lunação – 19/10 a 18/11/ 2017: Hathor

“A prosperidade está à sua espera. Procure exemplos dela em ação.”
Hathor foi cultuada no antigo Egito como A Deusa do Ouro – uma divindade suficientemente poderosa para ajudar em dilemas que iam desde dificuldades no amor até a falta de prosperidade. Deusa da fertilidade e da abundância, acreditava-se que ela era a mãe do panteão de deuses e deusas egípcios. Portanto, muitas pessoas identificam essa deusa com a Via Láctea, aquela maravilhosa faixa de estrelas tão visível nas noites escuras, sem luar. Apropriadamente, Hathor também era reverenciada como a Senhora do Céu. Era tão popular que chegou a ter 61 sacerdotisas em seu templo.

Desde os tempos mais antigos, Hathor recebia pedidos de pessoas que almejavam a abundância pessoal ou ajuda em casos de amor. Os rituais também evocavam a deusa para que ela promovesse a abundância comunitária, como uma colheita generosa para alimentar a todos.

Texto retirado do livro “Oráculo Sagrado das Deusas”, de Kris Waldherr

Ótima lua nova a tod@s!


Mônica Azevedo

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...