sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Feliz Solstício de Verão!

Bem-vindas Forças do Verão!


Desejamos a todas, uma estação com muita energia, ousadia e clareza para realizar seus propósitos!

Beijos,

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Crescente

Olá a todas!
Chegamos a Lua Crescente (hoje em Áries) e o conselho para essa semana é: SOBERANIA!

Significado da carta: Você passará por um fogo cruzado. As questões que terá de enfrentar colocarão em xeque sua soberania, a sua autoridade e o seu poder, em todos os níveis. Elas colocarão em dúvida o direito que você tem de governar o seu próprio território, ou seja, você mesma. É hora de reassumir totalmente o seu poder.
Você aprendeu que as mulheres poderosas geralmente são feia e mal-amadas? Você foi criada numa família, cultura, religião que a destituiu de todo o seu poder? Você evita assumir responsabilidade pelos seus atos porque tem medo de ser criticada, culpada ou malvista pelos outros? Os seus pensamentos, ideias, dúvidas e sonhos não são levados em consideração só porque você é mulher? Talvez você tenha se tornado "o homem da casa", aprisionando numa camisa-de-força a sua necessidade natural de ser mulher e cuidar da sua própria vida, e passou a se dedicar à sua ânsia insaciável de mostrar aos outros o seu poder.
Não importa a quantas anda o seu poder pessoal; é hora de corrigir o seu relacionamento com ele e encontrar um ponto de equilíbrio que seja bom para você e para o resto do mundo. O uso correto do poder é um sinal de saúde psicológica e de maturidade. Nós todas nos sentimos pessoas saudáveis e inteiras quando exercemos o nosso poder e assumimos a responsabilidade pelo que fazemos. Quanto mais rápido você tomar posse desse poder, mais irá aprender sobre como usá-lo nas situações da sua vida. Quando você der as boas-vindas a todas elas, aceitando-as na sua vida e optando por aprender o que elas tê a lhe ensinar, você se tornará um exemplo e um recurso radiante para todos, e o mundo será um lugar um pouco melhor.*

*Texto retirado do livro: O oráculo do Código Graal - Ed. Pensamento.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Nova


Olá a todas!
Hoje começa a Lunação de Sagitário e vai até o dia 11/01. Esta lunação fala sobre mirar o futuro, estabelecer metas, desbravar  novos horizontes, seguir em frente com entusiasmo, confiança e otimismo. Vamos aproveitar a egregora do fim de ano e agradecer por todos os momentos vividos e por todos os aprendizados. Mas o que passou, passou. Temos muito o que viver, temos muito o que caminhar. Sigamos!

O conselho para essa semana é: BRINCADEIRA!
A brincadeira surge furtivamente por trás de você e dá o ar da graça, envolvendo-o numa energia iluminada, divertida e efervescente. É hora de restabelecer o contato com sua criança interior e dar toda a sua atenção às cabriolas, piruetas e travessuras. A leveza e o entusiasmo que a arrebatam quando você se entrega à brincadeira são necessários agora para que você atinja novos patamares de alegria e criatividade. Também é essencial que você se desvencilhe de crenças enraizadas do paradigma cultural e comece a ver a vida como uma brincadeira divina. A sua situação atual exige uma perspectiva ampliada que só será possível se você começar a vida como uma divertida brincadeira.
Você aprendeu que a vida é um vale de lágrimas e agora percebeu que a sua própria vida mais parece uma gaiolinha e reflete exatamente essa crença? Você acreditou na história de que "a vida é coisa séria" e acha que brincar é bobagem, algo que não merece a sua atenção ou definitivamente não lhe interessa?  Você é maníaca por trabalho e prefere não ter de se incomodar com brincadeiras? Você sabe brincar? Talvez tenha sido ferida na sua capacidade de brincar e agora sinta dificuldade para resgatá-la. Pois saiba que é hora de incorporar a brincadeira à sua vida, deixando que ela a rejuveneça e revitalize. Rápido, ressuscite a sua criança interior antes que ela vire um fóssil para sempre! Agora é hora de folia!!!

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal. - Ed. Pensamento.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

A Raiva: Uma Estranha Aliada

Aqui estou outra vez para falar a respeito de mais uma coisa valiosa que aprendi com o livro “Mulheres que Correm com os Lobos”, de Clarissa Pinkola Estés! Há cinco anos eu estou sempre com este livro por perto e até hoje ele tem algo importante para me ensinar...acho que será assim pelo resto da minha vida.
Terminei há poucos dias o capítulo 12 - A demarcação do território: os limites da raiva e do perdão. Sim, a raiva! Esse sentimento que nos ensinaram que é feio ter, que deve combatido e reprimido. E é justamente por conta desta repressão, que a raiva fica escondida dentro de nós, sendo alimentada em silêncio, nos envenenado e nos transformando em mulheres amarguradas. Ou então, em outros casos, nos transformando em pessoas explosivas. É claro que ninguém é feliz sentindo-se assim, é claro que ninguém quer ser consumida por esse sentimento. Mas sinceramente, alguém aqui foi ensinada a vivenciar a raiva? Alguém já ouviu falar que é saudável nos sentar ao lado dela, que é saudável bater um papo e tentar ouvir dela qual foi o motivo dela ter sido despertada? Tenho certeza que não.

Neste capítulo, Clarissa nos fala que se permitirmos, a raiva pode ser uma aliada, e tenho percebido que isso é uma grande verdade. “Nossa raiva pode, por algum tempo, ser nossa mestra... algo de que não devemos nos livrar tão rápido, mas, sim, pelo que devemos escalar a montanha, algo a ser identificado, algo com que aprender, algo a ser tratado internamente e depois ser transformado em algo útil para o mundo, ou algo que deixamos voltar ao pó. Na vida selvagem, a raiva não é um item isolado. Ela é uma substância à espera de nossos esforços transformadores. O ciclo da raiva é como qualquer outro ciclo: ela sobe, cai, morre e é liberada como energia nova”. 

Ao reler este capítulo, comecei a perceber as chances que perdi de rosnar para impor limites e respeito, ao invés de ter ataques de fúria, a ponto de me expor e expor o outro. Sim, começo a perceber que é possível isso! É possível que exista um momento oportuno para mostrarmos ao outro que ele está pegando pesado. E aos poucos, começo a entender que é possível mostrar ao outro com clareza que queremos ser respeitadas, resolvendo o conflito ali na hora, sem precisar levar mágoas para a casa, remoendo aquilo por muito tempo, ou até mesmo por toda a vida. Ah, mas é difícil!

Muitas vezes é de fato impossível resolver a questão na hora, aí, o ideal é que a gente possa perdoar. Clarissa fala também sobre o processo do perdão, nos mostrando que ele não precisa ser concluído imediatamente, como muitas pessoas acreditam que tenha que ser. Ela coloca que o perdão consiste nos seguintes estágios:

1. Deixar passar — deixar a questão em paz

2. Controlar-se — renunciar à punição

3. Esquecer — afastar da memória, recusar-se a repisar

4. Perdoar — o abandono da dívida

Para mim, esse é um processo muito complicado, e não sei se já consegui concluir todas essas etapas em relação à muitas das raivas que já tive na  minha vida. Mesmo tentando avaliar a partir destes comentários de Clarissa:

“O perdão é um ato de criação. Você pode escolher entre muitas formas de proceder. Você pode perdoar por enquanto, perdoar até que, perdoar até a próxima vez, perdoar mas não dar outra chance — começa tudo de novo se acontecer outro incidente. Você pode dar só mais uma chance, dar mais algumas chances, dar muitas chances, dar chances só se... Você pode perdoar uma ofensa em parte, pela metade ou totalmente. Você pode imaginar um perdão abrangente. Você decide. Como a mulher sabe que perdoou? Você passa a sentir tristeza a respeito da circunstância, em vez de raiva. Você passa a sentir pena da pessoa em vez de irritação. Você passa a não se lembrar de mais nada a dizer a respeito daquilo tudo. Você compreende o sofrimento que provocou a ofensa. Você prefere se manter fora daquele meio. Você não espera por nada. Você não quer nada. Não há no seu tornozelo nenhuma armadilha de laço que se estende desde lá longe até aqui. Você está livre para ir e vir. Pode ser que tudo não tenha acabado em “viveram felizes para sempre”, mas sem a menor dúvida existe de hoje em diante um novo ‘Era uma vez’ à sua espera”.

Indo para a parte “prática” quero relatar um fato curioso, que aconteceu comigo no dia seguinte após ler o capítulo. Acabei vivendo uma situação relacionada a uma das maiores raivas que já tive. Foram ANOS tentando fugir dessa raiva e mesmo assim, percebia que quanto mais eu corria, a sombra dela atrás de mim aumentava. Depois disto, foram VÁRIAS conversas com ela, até conseguir virar a página. E como disse, pouco depois de ler o capítulo, alguém próximo faz um comentário sobre o assunto que me feriu no passado, certamente, acreditando que falar sobre isso é algo natural. A primeira reação que tive foi fazer cara feia e mostrar os dentes, o que deixou a pessoa surpresa. GRRRR!! Mas passou e partimos numa boa para outro assunto. Honestamente, após o ocorrido, fiquei pensando comigo: “achei que essa questão estivesse bem resolvida dentro de mim”.

E depois de pensar muito a respeito, concluí que é possível que esteja tudo bem resolvido sim...a reação que tive foi somente uma forma de demonstrar que ok, a coisa foi desgastante. Mas agora que tudo passou, só quero deixar o que é do passado no passado. Só quero deixar enterrado o que já morreu... sem dúvida essa pessoa entendeu o recado e assim, vamos tocar a vida pra frente. É assim que deve ser!

Falo aqui sobre a minha experiência por acreditar que muitas possam estar tentando se libertar de uma raiva, assim como ocorreu (e ainda acontecerá muitas vezes) comigo. Acho também que o livro poderá mostrar a vocês outra perspectiva a respeito da raiva, auxiliando muitas a se curarem dela. Acredito que se estivermos de coração aberto, vale a pena entrar em contato com essa ferida!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Minguante

Olá a todas!
Chegamos a Lua Minguante e o conselho para a semana é: ESCOLHA!
Significado da carta:
A Escolha está à sua espera nas encruzilhadas do caminho. Escolher ou não escolher, eis a questão. Você está precisando exercer o seu livre-arbítrio na situação que se apresenta. É preciso que você decida por um caminho. Você pode tentar evitar essa escolha ou se entorpecer por meio do sexo, das drogas, do álcool ou do trabalho. E também pode optar por ver o que está acontecendo como a melhor coisa que poderia ter acontecido e enfrentar a situação com lucidez, honestidade e sobriedade emocional. Agora é hora de você fazer a sua escolha.
Somos presenteados com situações desafiadoras na vida para que possamos crescer. É encontrando e aprimorando as nossas chamadas "nêmesis" que nos tornamos a sábia anciã que precisamos ser - um manancial de sabedoria para a nossa comunidade e para o mundo. Não há como escapar das coisas que nos oprimem, angustiam e atormentam. Tudo o que podemos fazer é escolher o modo como iremos encará-las e a maneira como aproveitaremos as nossas experiências.
Os seus armários estão abarrotados de "técnicas de evitação" para todas as ocasiões? Hora de se livrar de todas elas e começar a tomar decisões. Você entra em pânico sempre que precisa fazer uma escolha? Hora de fazer da escolha uma aliada. Talvez você tenha uma vida muito regrada. Cerceada pelos pais, pela sociedade, pela Igreja, pelo Estado ou seja lá pelo o que for, você nunca teve de tomar uma decisão sozinha ou fazer uma escolha? Se esse é o seu caso, hora de reassumir o seu poder pessoal. Você tem a impressão de que não tem escolha? Hora de reorganizar, reconhecer e, redescobrir o pode de escolha em todos os momentos da sua vida.

*Trecho retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Cheia

Olá a todas!
Hoje chegamos a Lua Cheia em Gêmeos - Sol em Sagitário. Esse eixo fala sobre a capacidade de mentalizar, ter idéias e projetos para o futuro. Para onde está apontada a sua flecha?
Também é o eixo da comunicação. Que alcance tem as suas palavras? Para onde elas te levam?
Pense além e vá além!
O conselho para essa semana é: DIVERTIMENTO!
Significado da carta:
O Divertimento aparece diante de você com os olhos brilhantes e um sorriso nos lábios, pronta para tocá-la com a sua risonha varinha. É assim que ela convida você a viver com mais leveza, espirituosidade e bom humor. É hora de se livrar do fardo da solenidade e da seriedade e aproveitar a vida com um sorriso no coração. O Divertimento chegou a tempo de ajudá-la a viver dando risada e a ver o lado cômico de todas as situações da vida.
Você é do tipo que só faz dramalhão, transformando a vida numa verdadeira novela mexicana? É hora de parar com isso. Você deixa que as preocupações a corroam até os ossos e deixem o seu sistema nervoso em frangalhos? É hora de fazer das risadas o seu antidoto diário. Você costuma ficar embaraçada e constrangida ao pensar em quanto era alegre e divertida na infância e o quanto se sente insegura agora para demonstrar o seu senso de humor? É hora de deixar tudo isso de lado e fazer da comicidade uma aliada. Talvez você tenha sido obrigada a enfrentar tantos desafios na vida que acabou perdendo toda a jovialidade e se tornou um verdadeiro zumbi. Então, rápido, você precisa fazer imediatamente algumas sessões de terapia do riso! Não podemos viver sem muitas coisas, mas existe uma sem a qual não sobrevivemos: o senso de humor, especialmente se nos sentimos pressionados ou no fundo do poço. Portanto, encare a vida como uma farsa e opte por ver o lado absurdo de cada situação. Afinal de contas, quem disse que precisamos encarar a vida com tanta severidade?

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Crescente

Olá a todas!
Chegamos a Lua Crescente e o conselho para essa semana é: CARINHO!
Significado da Carta:
A sua busca leva você ao mundo multidimensional do Carinho. Para se preparar para a etapa seguinte da sua busca, você precisa aprender a arte de cuidar de si mesma, em todos os níveis da sua vida. É essencial que você se una à natureza para despertar o que está adormecido e agora se faz necessário.
Ter carinho por si não é apenas tomar um bom banho, embora esse seja um excelente começo. É também mudar as suas crenças e o seu jeito de pensar. A pessoa que tem carinho por si vive como se cada momento ou situação da vida só existisse para lhe proporcionar uma experiência maravilhosa, extremamente enriquecedora e nutritiva.
As mulheres tem uma afinidade especial com a natureza e com a terra, por causa da sua natureza cíclica - a menstruação e as estações - da sua capacidade de gerar vidas e também de nutrir essa vida com o próprio corpo. Nós somos mães, assim como a terra também é. Assim, recorra à natureza quando estiver disposta a cuidar de si mesma, pois ela é particularmente revitalizante.
Você se irrita só de pensar em arranjar um tempo para cuidar de si mesma, pois tudo o que quer é trabalhar, trabalhar, trabalhar? Alguém fez a sua cabeça? Então é hora de uma boa reprogramação mental. Não sobra muito tempo para você cuidar de si mesma, depois de ter cuidado de todo mundo da sua família, do seu trabalho, da sua comunidade e daqueles que ainda nem teve a honra de conhecer? Hora de encarar você mesma como uma prioridade. O seu trabalho exige que você zele pelo bem-estar dos clientes, dos colegas de trabalho, dos patrões, o que a deixa e exausta e totalmente desvitalizada? Hora de mudar de ares! Talvez você ache que a sua vez ainda não chegou. Se esse for o seu caso, pare de colocar empecilhos ao seu bem-estar. Voce também merece carinho, precisa dele, então se disponha a recebê-lo!
Nenhum de nós, nem mesmo quem vive se gabando da sua energia inesgotável, consegue passar longos períodos sem se reabastecer, sem também receber cuidados que nos sustentem e saciem a nossa fome de amor. Quando assinamos o contrato para reencarnar na forma física, prometemos que iríamos cuidar bem do nosso veiculo. (Leia as cláusulas escritas em letras pequenas!). E isso significa que nos propusemos a reservar um tempo para cuidar de nós mesmas.

*Trecho retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.

Com carinho,
Ana K.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Nova

Olá a todas!
Hoje começa a Lunação (Sol e Lua juntos no céu) de Escorpião e vai até 13/12/12.
Este ciclo traz o poder de irmos até as nossas entranhas, ao mais profundo do nosso ser, ver nossos demônios e nossos medos. Como sempre há o livre-arbítrio, cabe a nós paralisar ou ter coragem para encarar e transformar. Mudar e melhorar.
Esta Lunação terá também o Eclipse Solar que ocorre essa noite, potencializando o poder para mudanças. Eclipses falam de situações limites que são postas a prova e que precisam de uma decisão final. É ou não é.
Esta noite, busque ficar uns momentos sozinha/o. Aquiete a mente e o coração. Ouça sua voz interna, sua intuição. Reflita sobre o que é realmente necessário para você e o que deve partir.
Busque sua cura. Mergulhe em si, trabalhe a cura e a transformação durante toda a lunação. Lapide-se. Você é um diamante.

O conselho para essa semana de Lua Nova é: FARTURA!
Significado da carta:
A Fartura surge, agraciando você com a sua inesgotável cornucópia de abundancia. É hora de celebrar e entoar a sua canção de agradecimento por tudo o que você tem: alimentos que nutrem seu corpo, um teto sobre o qual se abrigar, roupas que a mantêm aquecida. Se você está precisando de uma colheita mais abundante, esta carta indica que é hora de identificar as suas necessidades e refletir sobre a melhor maneira de atendê-las.
Você está tão preocupada em ver o que lhe falta na vida, que nem nota mais se o copo está meio cheio ou meio vazio, mas apenas repara que ele não brilha como cristal Bacarat? Você lamenta ao ver a rapidez com que as notas deixam a sua carteira ou abençoa o fato de conseguir pagar as contas e pede a Deus que esse dinheiro logo seja reposto? O dinheiro é a sua medida de sucesso e valor? Você está em sintonia com o fluxo de abundância e vive com a certeza de que nada lhe faltará e que todas as suas necessidades serão preenchidas? Talvez você viva numa terra de escassez, onde impere a consciência de pobreza, ou acredite que a prosperidade seja a raiz de todo mal. Seja qual for a sua relação com a Fartura, é hora de reconhecer as bênçãos que recebeu na vida e tomar consciência de que você é uma filha bem-amada e afortunada da Divindade. Se você vive com medo de ficar sem dinheiro, é hora de dar um basta aos pensamentos de escassez, carência e inadequação. Opte pôr suprir o seu computador interior com imagens de abundância e você logo se surpreenderá com o que pode criar!!!
Reflexão: O que eu preciso para ter fartura na minha vida?

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.

Obs: Hoje, na India, comemora-se o Diwali. Festival das Luzes! Feliz Diwali a todas!
Da escuridão para a luz! =)

Uma ótima Lunação a todas!
Com carinho,
Ana K.

sábado, 10 de novembro de 2012

Esponjas Menstruais

No meu último aniversário, ganhei de presente da Ana Karina alguns livros muito bacanas que falam sobre o universo feminino. Neste momento, estou lendo “A Deusa – aprenda a descobri-la e a cultuá-la em todas as suas manifestações”, da autora Teresa Moorey. Uma coisa que achei muito interessante neste livro e que quero compartilhar aqui hoje é uma passagem em que a autora fala sobre esponjas marinhas menstruais. Confesso que é a primeira vez que vejo algo sobre isso e fiquei bem curiosa em saber se é uma boa alternativa. Se alguém já usou, ou conhece que já tenha usado, seria legal compartilhar a experiência. E segue aqui o relato da autora:
“A maior parte da proteção disponível não é benéfica nem para o meio ambiente nem para o corpo da mulher. As sustâncias alvejantes e as fibras dos tampões podem causar irritação, e, em casos extremos, o seu uso tem provocado choque tóxico e até mesmo morte. Absorventes higiênicos poluem os mares e são levados às praias pelas ondas. O que poderíamos fazer para remediar isso?
Esponjas menstruais são uma boa alternativa aos tampões. Para usá-las, você precisa comprar uma esponja natural, e cortá-la no tamanho requerido. Uma esponja natural será suficiente para supri-la com várias espojas menstruais, de maneira que você poderá experimentá-las cuidadosamente. O tamanho conveniente para você vai depender das dimensões do seu corpo e do fato de você ser virgem ou não, ter tido filhos, etc. Seja cuidadosa. Embora eu tenha três filhos, o tamanho mais confortável para mim ainda é de apenas seis a oito centímetros de diâmetro. Você poderá usar tamanhos diferentes em diferentes estágios do período menstrual, sendo as maiores obviamente melhores para os dias de fluxo mais intenso.
Para inserir a esponja, você precisará umedecê-la, espremer a maior parte da água e introduzi-la. Poderá sentir que ela é um tanto desconfortável. Depois de algum tempo, talvez perceba que ela começou a vazar, mas, de início, será apenas a água remanescente que sairá primeiro. Quando precisar remover a esponja, faça-o com cuidado para não se machucar, pois ela terá se amoldado ao corpo. É sempre possível tirar a esponja, porém, mulheres muito jovens podem sentir pânico. Se são os seus primeiros ciclos menstruais, talvez você precise de ajuda de uma mulher mais velha para conhecer melhor o seu corpo. Não empurre demais a esponja, e de início use uma bem pequena. Se você é virgem, poderá sentir dor ao colocar a esponja, a ponto de lhe parecer impossível! Não se preocupe, não há nada de errado com você. Significa apenas que a vagina precisa de uma suave distensão e uma esponja pode não ser adequada no momento.
Uma esponja saturada precisa ser totalmente lavada antes de ser reutilizada, de modo que esse pode ser um método inadequado se o seu período menstrual for abundante e você estiver longe de casa. No entanto, para dias médios e leves, ele pode ser ótimo. Deixe passar alguns meses até você se acostumar com as espojas, pois de início elas são estranhas. Nunca lave a sua esponja com sabão em pó ou detergente. Use apenas água comum e deixe a esponja secar naturalmente se não for reutilizá-la de imediato”.
Mônica Azevedo

Obs: Na Espanha vende as Esponjas. Link para conhecer: http://www.lacopamenstrual.es/tienda/esponjas-vaginales/

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Minguante

Olá a todas!
Hoje as 22h30 a lua entra em sua fase minguante. O conselho para essa semana é: BRINCADEIRA!
A brincadeira surge furtivamente por trás de você e dá o ar da graça, envolvendo-o numa energia iluminada, divertida e efervescente. É hora de restabelecer o contato com sua criança interior e dar toda a sua atenção às cabriolas, piruetas e travessuras. A leveza e o entusiasmo que a arrebatam quando você se entrega à brincadeira são necessários agora para que você atinja novos patamares de alegria e criatividade. Também é essencial que você se desvencilhe de crenças enraizadas do paradigma cultural e comece a ver a vida como uma brincadeira divina. A sua situação atual exige uma perspectiva ampliada que só será possível se você começar a vida como uma divertida brincadeira.
Você aprendeu que a vida é um vale de lágrimas e agora percebeu que a sua própria vida mais parece uma gaiolinha e reflete exatamente essa crença? Você acreditou na história de que "a vida é coisa séria" e acha que brincar é bobagem, algo que não merece a sua atenção ou definitivamente não lhe interessa?  Você é maníaca por trabalho e prefere não ter de se incomodar com brincadeiras? Você sabe brincar? Talvez tenha sido ferida na sua capacidade de brincar e agora sinta dificuldade para resgatá-la. Pois saiba que é hora de incorporar a brincadeira à sua vida, deixando que ela a rejuveneça e revitalize. Rápido, ressuscite a sua criança interior antes que ela vire um fóssil para sempre! Agora é hora de folia!!!

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal. - Ed. Pensamento.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

5 de Novembro - Celebração da Mulher Aranha


Grande avó, figura ancestral,

Que me ensina a fiar meu destino!

Ajuda-me a reconhecer,

O potencial que tenho em mim,

Capaz de tecer um mundo de paz!

Vem, avó, comigo criar o sonho do mundo

E desenhar, no fio da vida,

O meu sonho pessoal!

Avó Aranha, enxergo no seu bordado

Os múltiplos padrões do destino de todos nós.

Obrigada, Avó, porque na Dança da Vida

Descobrimos que não estamos sós!

(Victória Gramacho)


Na data de hoje os povos nativos norte-americanos celebram a Mulher Aranha. Ela é cultuada entre os hopi, cherokee e kiowa.

A Mulher Aranha é a grande tecelã criadora da teia da vida. Ao misturar a terra com sua saliva, Ela criou o fogo, a chuva, os raios, arco-íris e todos os seres da Terra. Com seus fios, Ela ligou as quatro direções, assim como também ligou a cabeça dos homens (chakra coronário) a Ela, tecendo a teia do amor e sabedoria.

Ao mesmo tempo que a Mulher Aranha é criadora, Ela também tem a sua face ceifadora, tendo o poder de destruir para a renovação.

Como portadora da sabedoria ilimitada, a Mulher Aranha possui dons proféticos. Podemos estabelecer uma relação profunda com Ela, a partir do momento que buscamos o autoconhecimento. Assim, temos a chance de reconhecer os propósitos de nossas vidas, tendo então as Suas bênçãos para tecermos a nossa teia pessoal, ampliando os fios às relações com o outro e com o mundo. Porém, se insistirmos em viver num mundo de ilusões, nos distanciando de nós mesmas, fatalmente Ela se encarregará de traçar o nosso destino.

Que possamos, então, tecer as mais belas teias em nossas vidas!
Mônica Azevedo

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Conselho da Semana - Lua Cheia

Olá a todas!
Hoje é a Lua Cheia em Touro X Sol em Escorpião.
Fase favorável para desapegar e transformar valores e condicionamentos ultrapassados. Momento de cortes e rupturas com estruturas pouco sólidas. Touro fala do que é concreto, sólido, palpável, nossos recursos, o que temos. O que é realmente necessário para a minha caminhada? O Sol em Escorpião ajuda nesse processo de mergulhar no nosso interior e trazer essa resposta, auxiliando no processo de abandonar o que trava nossa jornada.

O conselho para a semana é: TEMPERANÇA!

Significado da carta:
A Temperança surge diante de você para ajudá-la, com carinho e delicadeza, a restabelecer o equilíbrio e a harmonia na sua vida. É hora de parar de viver nos extremos e de começar a ter mais moderação. Você tem percebido uma tendencia para exagerar na comida e/ou na bebida? Hora de tratar seu corpo com carinho e aprender a saborear o que você come ou bebe, para sentir mais prazer consumindo menos. Você esta vivendo em rotação máxima e não consegue achar o pedal do freio? Trate de se perdoar pelos padrões que seguiu até hoje e cultivar um estilo de vida mais saudável, com doses suficientes de trabalho, lazer e descanso.
Você tem fome o tempo todo, nunca se sente satisfeita e vive em busca da satisfação fora de si mesma? Então comece a buscar gratificação e realização dentro do seu próprio ser, reativando a sua ligação com a Divindade. Você ateou a tal ponto o fogo da paixão ao seu redor, que agora não consegue se mover sem queimar os pés? Hora de arrefecer os ânimos e cultivar a sua paz interior. Talvez, como cidadã de uma país onde existe tanta fartura, você se sinta no direito de consumir o que quer. Ou talvez ache que, para ficar mais próxima da Divindade, você tem de fazer um voto de pobreza e de abstinência e de abrir mão de todas as suas necessidades. Se for esse o caso, chegou o momento de acabar com as ilusões sobre o que é viver uma vida de moderação e descobrir a dádiva que ela lhe traz.
A atitude de viver só com o necessário, nem mais nem menos que isso, possibilitando assim que os outros também tenham como suprir as suas necessidades, tem uma beleza e uma elegância impar. Isso não significa negar a si mesmo. Significa descobrir a quantidade certa de tudo o que promove o bem-estar, a saúde de uma vida plena. Ninguém pode saber o que é mais apropriado pra você; só você mesma. A carta da Temperança anuncia que é hora de você descobrir e viver esse equilíbrio.

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Graal - Ed. Pensamento.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Conselho da Semana - Lua Crescente

Olá a todas!
Chegamos a lua crescente e o conselho para semana é: ÊXTASE!
Significado da carta:
Uma alegria extasiante dança o seu bailado na sua vida, trazendo com ela uma grande felicidade e prazer! Você está recebendo um convite carinhoso para elevar a sua vida à vibração máxima. Agora é hora de você apreciar cada momento da sua vida, cada batida do seu coração, cada lufada de ar que respira. Se você ficar esperando a felicidade bater a sua porta, vai cansar de esperar. No entanto, se decidir que quer encher a sua vida de uma alegria inebriante, ela se tornará um suntuoso banquete, que lhe trará saúde e vitalidade, além da companhia de muitas outras pessoas, só à espera de um convite para partilhar com você dessa mesa farta.
Os seus amigos não retornam os seus telefonemas ou encontram razões extremamente criativas e complexas para explicar por que não podem aceitar o seu convite para sair? Você foi multada pela polícia da alegria por transitar abaixo dos limites de prazer permitidos pela lei? Os seus estoque de momentos felizes diminuíram ou estão completamente vazios? Talvez você tenha aprendido que a vida é dor e sofrimento ou não esteja acostumada com a alegria porque ela não fez parte da sua  infância. Para você a alegria é como uma sobremesa que você só pode saborear depois de ter feito toda a lição de casa? Se a sua vida é sem graça, melancólica ou simplesmente chata, ou se ela é como um filme estrangeiro com legendas numa língua desconhecida, então você precisa fazer imediatamente uma sessão de reidratação, mas substituindo a água pelo mais puro prazer!
Incontáveis estudos atestam que os sentimentos de alegria, felicidade e êxtase se originam no cérebro. Isso significa que não precisamos esperar por momentos alegres para sentir alegria. Podemos ter um momento de alegria simplesmente fazendo uma pausa, respirando fundo e dizendo a nós mesmas: "Eu me sinto ótima!" ou "Este é um momento de plena felicidade" ou "Eu gosto de mim mesma!" ou outra expressão de felicidade mais do seu agrado.
Escolha fazer da alegria e do êxtase um hábito diário e a sua vida se transformará num mágico jardim de delícias!"*

*Texto retirado do livro: "O Oráculo do Código do Graal" - Ed. Pensamento.

Observação pessoal: Em menos de 2 meses é a terceira vez que sai essa carta. Acredito que além de reforçar me traz confirmações sobre a minha jornada e o que ando buscando. Muito grata!

Com carinho,
Ana K.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Conselho da Semana - Lua Nova

Olá a todas!
Hoje Sol e Lua estão juntos no céu dando inicio a Lunação em Libra.
Libra é um signo do elemento ar e regido por Vênus.
Ciclo das parcerias, do equilibrio, do compartilhar, ponderar e da justa medida.

O conselho para a lua nova é: COOPERAÇÃO!

Significado da carta:
Essa carta entra impetuosamente na sua vida, exigindo toda a sua atenção. Você está sendo agraciado com a oportunidade de possibilitar acordos, negociações, ambientes de trabalho, etc em que haja cooperação para que todos saiam ganhando. Esse resultado ideal é alcançado quando o enfoque deixa de ser a satisfação das necessidades de alguns em detrimento das necessidades de outros, e passa a ser a satisfação das necessidades de todos.
No atual paradigma cultural, é o primeiro enfoque que prevalece, aquele em que a maioria ganha e a minoria perde, embora merecendo a mesma consideração. Esse é um modelo hierárquico de ser e de se comportar que incentiva a competição e a desigualdade. Ele também alimenta a crença na escassez. Só alguns poucos escolhidos conseguem o que precisam porque não existe o suficiente para satisfazer as necessidades de todos.
A filosofia defende a cooperação para que todos saiam ganhando baseia-se na igualdade. Ela considera as necessidades de todos como uma parte essencial do todo. Essa filosofia substitui a competição pela cooperação e estimula o melhor em todos nós e para todos nós. Nas estratégias que visam à cooperação, as necessidades de todo o grupo são levadas em conta e por isso todos se interessam em encontrar uma solução e fazem tudo o que está ao seu alcance para que ela dê certo. A decisão de levar em conta as necessidades de todos para que ninguém saia perdendo é uma abordagem sistêmica da vida, que promove relacionamentos estáveis e positivos, facilita a descoberta de soluções em que a igualdade prevalece e as necessidades de todos são ouvidas e levadas em consideração além de incentivar diálogos pacificos e amorosos e acabar com conflitos.
Ganhar não é tudo, mas, na sua opinião, é a ÚNICA coisa pela qual vale a pena lutar? Você agarrou com unhas e dentes as suas oportunidades de sucesso, herdou nome e sobrenome, uma dinastia, uma posição de autoridade ou uma grande influência sobre as outras pessoas e tem medo de que possa perder tudo se mudar o seu jeito de ser? Você é uma exaurida loba solitária, que prefere andar no passo rápido dos solitários e independentes, fazendo tudo sem a ajuda de ninguém, em vez de estimular a interdependência  O bom é que chegou a era de aquário e isso significa que nenhum de nós precisa fazer tudo sozinho. A chave para a energia de aquário é o trabalho em equipe: as pessoas trabalham juntas pelo bem do todo, dividindo a carga de trabalho de maneira saudável, cooperativa e benéfica, de um jeito que todos saiam ganhando.

*Trecho retirado do livro: O Código do Oráculo do Graal - Ed. Pensamento.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Conselho da Semana - Lua Minguante

Olá a todas!
Hoje começa a lua minguante e o conselho para essa semana é: SERVIR!
Significado da carta:
A doçura de Servir surge à sua frente para envolvê-la em seus braços. A sua vida é abundante, repleta das preciosas bençãos da Divindade, e você está na situação mágica de poder ajudar as pessoas da sua vida e as que estão ao seu redor.
Você já ficou pensando em como poderia ser uma fada madrinha para uma pessoa ou um grupo de pessoas? Você gostaria de ser útil, mas simplesmente não sabe como? Você está cansada de ficar de braços cruzados por achar que uma andorinha não faz verão? Talvez você esteja querendo fazer o bem só para se redimir das suas falhas ou para se modificar, achando que o caminho do serviço ao próximo é crivado de dor e atribulações?
Servir é uma dádiva divina - uma dádiva tanto para os que a demonstram quanto para os que se beneficiam dela. Se os esforços que você faz para ajudar os outros não causam em você a sensação de que é uma pessoa abençoada, então é hora de deixar de lado as crenças negativas com respeito ao serviço ao próximo e/ou escolher outra maneira mais gratificante de fazer o bem. Será que fazer o bem a um preço tão alto pode ser considerado de fato um serviço ao próximo? O verdadeiro ato de servir é resultado da sua ligação com a Divindade e realizado com amor e reverência. Opte por fortalecer a presença da Divindade na sua vida e a sua solidariedade será um farol a iluminar a todos.*

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

De Volta ao Lar


Nós, do Universo EcoFeminino estamos lendo mais uma vez o livro “Mulheres que Correm com os Lobos”. Eu vejo essa obra maravilhosa de Clarissa Pinkola Estés como algo que devemos carregar por toda a vida. Em algum momento de nossas vidas iremos nos identificar com algum dos contos. Se no momento um deles não tem muito a nos dizer, podemos estar certas de que numa próxima fase de nossa vida ele nos tocará, e nos ensinará lindas lições.

Estamos relendo agora o capítulo 9 – A Volta ao Lar: O Retorno ao Próprio Self. É um capítulo que me marcou muito. Então, quero compartilhar aqui uma situação que vivi quando li este capítulo pela primeira vez, há 5 anos. Eu estava passando por um momento complicado, tinha acabado um namoro há pouco tempo e estava vivendo um problema muito sério na família. Estava muito longe de mim mesma, anulando a minha vida em função do outro.

Nessa época, em um domingo, tive uma apresentação de dança do ventre na escola onde eu fazia aula. Era uma das poucas coisas boas que estava fazendo por mim mesma. Naquele dia, estava esgotada por conta dos problemas que mencionei acima, mas estava a caminho do evento. Um pouco antes de chegar ao local da apresentação, recebi pelo celular uma mensagem de uma amiga, dizendo que havia acontecido um imprevisto com seu pai e por isso não poderia me ver dançar. Eu, que estava já muito triste por conta do momento difícil, fiquei ainda mais fragilizada com a mensagem que tinha acabado de receber.  E não tive como segurar, tive uma crise de choro ali mesmo no ônibus, na companhia da minha mãe. Não tinha como voltar atrás, não podia desistir do compromisso e cheguei ao local ainda muito triste e chorando. Estava decidida a fazer somente a apresentação em grupo e não iria de maneira alguma fazer uma apresentação solo que havia me comprometido.  Assim que cheguei ao vestiário, tinha uma moça, uma bailarina que nunca havia visto antes, que me acolheu e conversou muito comigo. Lembro que ela fez minha maquiagem, que ficou linda, e conseguiu me convencer a fazer as duas apresentações. E aí está a foto da minha apresentação solo. Dá pra acreditar que poucos instantes antes eu havia vivido todo o drama que contei agora?

E vocês que estão lendo este post, devem estar se perguntando o que tudo isso tem a ver com o livro. Na verdade, tem tudo a ver, pois quando pisei no palco e a música começou a tocar, senti que todas as preocupações tinham se acabado. Aproveitei cada momento, eu voltei para o meu espaço sagrado, para a fonte da minha vida. Aqueles momentos foram essenciais para o meu descanso, para eu retornar mais fortalecida para o mundo real, e assim enfrentar com mais sabedoria e inspiração aqueles momentos difíceis.

Na época, guardei comigo este trecho do livro, que definia exatamente aqueles minutos que vivi:

 "O lar é a pura vida instintiva que funciona tão bem quanto uma engrenagem bem azeitada, onde tudo é como deveria ser, onde todos os ruídos parecem certos, a luz é boa e os cheiros nos acalmam em vez de nos deixarem alarmadas. Não é importante como passamos o tempo nesse retorno. O que é essencial é qualquer coisa que propicie esse equilíbrio. O lar é isso”.

Cinco anos se passaram e a dança continua sendo o caminho de volta ao meu lar. Na última aula que tive na semana passada eu estava um pouco chateada (nada que tivesse a dimensão de antes, Graças à Deusa) e mais uma vez tive a sensação de ter recuperado minhas forças através da dança. A dança me fortalece, me abençoa e me cura.

Desejo que todas possam encontrar o caminho de volta aos seus lares.
Mônica Azevedo

domingo, 30 de setembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Cheia

Olá a todas!
Chegamos a Lua Cheia em Áries X Sol em Libra. Este eixo fala do Eu X Outro, Individualidade X Relacionamentos e Parcerias, Auto-Imagem X Expectativas dos Outros.
O conselho para essa semana é: COMUNICAÇÃO!
A comunicação lhe faz uma suplica fervorosa ao cruzar o seu caminho. Agora é o momento de você desenvolver a sua capacidade de comunicação. É  preciso ter clareza, para que as pessoas possam decifrar as suas complexas mensagens e evitar mal-entendidos. Nós todos temos dificuldade para nos expressar com  clareza quando estamos cansados ou estressados demais para arranjar o tempo e a energia necessários para nos fazermos compreender. Mas causar mal-entendidos é mais fácil do que ser compreendido. Afinal de contas, todos nós aprendemos a falar e falar é comunicar, não é mesmo? Pode apostar que não!
A comunicação é um processo intricado e multidimensional que combina palavras, linguagem corporal, tom de voz e capacidade de ouvir. E, como se isso não bastasse, quando as emoções se sobrepõem à mensagem e a influenciam, há chance de que o seu interlocutor só preste atenção nelas e, mesmo assim, não as interprete da maneira certa. A menos que você queira expressar as suas emoções, o melhor que tem a fazer é se expressar de maneira cordial e serena. Saiba que todo o tempo que você investe no desenvolvimento da sua capacidade de comunicação vale o seu peso em ouro!
Você fica abismada ao ver quanto tempo gasta repetindo o que já disse, certa de que tinha sido compreendida? As mensagens que você transmite e recebe na vida precisam ser reexaminadas porque têm um tom agressivo ou subserviente demais, estão cheias de palavras de duplo sentido ou são basicamente ambíguas? Você fez o que uma essa lhe pediu e depois ouviu-a dizer que ela nunca lhe fizera tal pedido? Talvez o seu relacionamento seja tão difícil que seja impossível comunicar algo importante sem provocar discussão. Não se desespere! Se você estiver disposta a aprimorar a sua capacidade de comunicação, todos os seus relacionamentos melhorarão muito! Não se esqueça de que todas as feridas podem ser curadas com um diálogo consciente e respeitoso, seguido de um acordo entre as partes e das providências necessárias para mudar a situação. É hora de fazer disso uma prioridade.*

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Cap. 8 – A Preservação do Self: A identificação de armadilhas, arapucas e iscas envenenadas


Cap. 8 – A Preservação do Self: A identificação de armadilhas, arapucas e iscas envenenadas

A mulher braba

“Segundo o Oxford English Dictionary, a palavra feral, em inglês, deriva do latim fer... que significa “animal selvagem”. No emprego mais comum da palavra, um animal “brabo” é aquele que um dia foi selvagem, foi depois domesticado e voltou ao estado natural ou indomado.
A mulher braba é aquela que um dia viveu num estado psíquico natural – ou seja, em perfeito estado mental selvagem – e que depois se tornou cativa de alguma reviravolta dos acontecimentos, passando, assim, a ser excessivamente domesticada e amortecida nos seus instintos próprios. Quando essa mulher tem a oportunidade de voltar à sua natureza selvagem original, quase sempre ela é vitima de todos os tipos de armadilhas e venenos. Como seus ciclos e seus sistemas de proteção foram manipulados, ela corre riscos naquele que costumava ser seu estado selvagem natural. Já não mais alerta e desconfiada, ela se torna presa fácil.”
“As mulheres brabas de todas as idades, e especialmente as jovens, têm uma enorme vontade de compensar períodos de fome e de isolamento. Elas se arriscam quando fazem esforços excessivos e irracionais para se aproximar de pessoas e objetivos que não são benéficos, concretos ou duradouros. Não importa onde ou em que época elas vivam, há sempre arapucas à sua espera. Há sempre vidas menores para onde as mulheres se veem forçadas ou atraídas.”

“Temos de voltar a desenvolver o insight e a prudência. Temos de aprender a nos desviar. Para poder distinguir as opções corretas, temos de poder ver as erradas.”

“Olhem para seus sapatos e agradeçam por eles serem sem graça... porque é preciso que se viva com muito cuidado quando os sapatos são vermelhos demais.”

“A verdade psicológica na historia dos sapatinhos vermelhos é a de que a vida expressiva da mulher pode ser sondada, ameaçada, roubada ou seduzida a não ser que ela se mantenha fiel à sua alegria básica e ao seu valor selvagem, ou que os resgate. A historia chama a nossa atenção para armadilhas e venenos com os quais nos envolvemos com excessiva facilidade quando estamos sem a proteção da alma selvagem. Sem uma firme participação da natureza selvagem, a mulher definha e cai numa obsessão pelo que a faça se sentir melhor, pelo que a deixe em paz e por qualquer um que a ame, pelo amor de Deus”.

“A perda dos sapatos vermelhos feitos à mão representa a perda da vitalidade passional e da vida que a própria mulher projetou para si, aliadas à adoção de uma vida domesticada em excesso. Isso acaba levando à perda da percepção aguçada, que induz aos excessos, à perda do pé, a plataforma sobre a qual pousamos, nossa base, um aspecto profundo da nossa natureza instintual que sustenta a nossa liberdade.
[...]Os sapatinhos feitos à mão são símbolos da sua ascensão de uma existência psíquica insignificante para uma vida emotiva projetada por ela mesma. Seus sapatos representam um passo enorme e literal no sentido da integração de sua engenhosa natureza feminina na rotina do seu dia-a-dia. Não importa que sua vida seja imperfeita. Ela tem sua alegria. Ela irá evoluir.
[...]A vida e sacrifício andam juntos. O vermelho é a cor da vida e do sacrifício. Para levar uma vida vibrante, precisamos fazer sacrifícios de diversos tipos.”

“Apesar dos contos de fadas acabarem ao final de dez páginas, nossas vidas não acabam junto. Nós somos coleções de muitos volumes. Na nossa vida, mesmo que um episodio represente um desastre total, sempre há um outro episodio à nossa espera e depois mais outro. Há sempre outras oportunidades para acertar, para moldar nossa vida do jeito que merecemos que ela seja. Não percam tempo amaldiçoando alguma derrota. O fracasso é um mestre mais eficaz do que o sucesso. Ouçam, aprendam, insistam. É isso que estamos fazendo com essa historia.”

“A mulher braba é aquela que está tentando voltar. Ela está aprendendo a acordar, a prestar atenção, a parar de ser ingênua, desinformada. Ela apanha da vida nas próprias mãos. Para reaprender os instintos femininos profundos, é essencial, para começar, que se veja como eles foram destituídos”.

“Se você quiser reconvocar sua Mulher Selvagem, recuse-se a ficar no cativeiro. Com os instintos aguçados para ter equilíbrio, salve para onde bem entender, uive à vontade, apanhe o que estiver à mão, descubra tudo o que puder, deixe que seus olhos revelem seus sentimentos, examine tudo, veja o que puder ver. Dance usando sapatos vermelhos, mas certifique-se de que eles sejam os que você mesma fez à mão. Você será uma mulher cheia de vida”.*

História: Os Sapatinhos vermelhos


A história fala sobre um pobre órfã que não tinha sapatos. Ela guardava trapos e com o tempo conseguiu costurar um par de sapatos vermelhos. Ela adorava-os.
Um dia, quando estava caminhando, uma carruagem dourada parou ao seu lado e de lá saiu uma senhora de idade que disse que iria leva-la para sua casa e iria trata-la como sua filha.
Lá ela recebeu roupas, fez o cabelo e ganhou sapatos. Quando a menina perguntou sobre seus sapatos feitos a mão, a senhora disse que eles eram tão ridículos que ela os jogara no fogo. A menina ficou muito triste.
Ela também foi obrigada a ficar sentada o tempo todo, não saltitar e não falar, a não ser que falassem com ela.
Um dia a menina com idade suficiente para ser crismada, a senhora levou-a num sapateiro aleijado para que fizesse um par de sapatos especiais para a ocasião. Na vitrine tinha um par de sapatos vermelhos de couro. Era um escândalo e não podia usar na igreja. Como a senhora pouco enxergava, a menina conseguiu levar o par com a ajuda do sapateiro. No dia seguinte todos a reprovaram, olhavam carrancudos. Mesmo assim a menina continua a admirar seus sapatos novos que brilham. Na saída até um soldado elogiou seu par de sapatos. E com o elogio fez a menina rodopiar. Seus pés começaram a se movimentar sem ela querer, ela não conseguia parar. A velha senhora tentou segurá-la e entraram na carruagem. Em casa, a velha arrancou os sapatos e colocou no alto de uma prateleira e avisou a menina para nunca mais calça-lo. No entanto, a menina não conseguia deixar de olhar para eles e ansiar por eles.
Um tempo depois a velha ficou doente e assim que o medico veio, a menina entrou no quarto contemplou os sapatos e os calçou, na crença de que eles não lhe fariam mal algum. Só que no instante em que eles tocaram seus calcanhares e seus dedos, ela foi dominada pelo impulso de dançar. E saiu dançando! Porém teve um momento em que a menina quis dançar para a esquerda, os sapatos queriam ir para direita. Quando queria dançar em círculos eles iam em linha reta. Os sapatos comandavam a menina e fizeram-na ir até uma floresta sombria. Lá um velho elogiou seus sapatos, e na hora ela tentou tirar, puxando, mas não conseguiu. Eles continuavam comandando e dançando como queriam. Ela dançava sem parar. Era terrível, ela não tinha descanso.
Ela entrou em uma igreja e um espírito guardião disse: - Você irá dançar com esses sapatos vermelhos até que fique como uma alma penada, como um fantasma, até que sua pele pareça suspensa dos ossos, até que não sobre nada de você a não ser entranhas dançando. Você irá dançar de porta em porta por todas as aldeias e baterá três vezes a cada porta. E, quando as pessoas espiarem quem é, verão que é você e temerão que seu destino se abata sobre elas. Dancem sapatos vermelhos. Vocês devem dançar.
A menina implorou misericórdia, mas os sapatos a levaram embora. Ela dançou por todos os lugares. Quando voltou a sua casa a velha senhora estava morta, mesmo assim ela seguiu dançando. Foi até uma floresta onde implorou a um carrasco que lhe cortasse fora os sapatos. Ele cortou fora as tiras com o machado mas os sapatos não soltaram dos pés. Ela lamentou e disse que a vida não valia nada mesmo e que ele deveria amputar-lhe os pés e foi o que ele fez. Com isso, os sapatos vermelhos com os pés neles continuaram dançando floresta afora e morro acima ate desaparecerem. A menina era, agora, uma pobre aleijada e teve de descobrir um jeito de sobreviver no mundo trabalhando como criada. E nunca mais ansiou por sapatos vermelhos.*

Reflexões:

Reflita sobre seus instintos e sobre a Mulher Braba.
O que te seduz? O que te leva para o caminho mais fácil e a entrar na carruagem dourada?
Como você pode utilizar a força senex (sabedoria, conhecimento, orientação, experiência) para desviar dos perigos e arapucas?
 Você precisa ser aceita dentro dos valores da sociedade (principalmente comportamentos, rótulos)? Você se sente influenciada com opiniões e reprime as necessidades da sua alma? Por quê?
Qual é a sua relação com a fertilidade? Como você cria a sua própria vida? (o fogo que cria X o fogo que dizima)
O que te dá impulso para agir, se mexer?
Você possui uma vida fragmentada, no sentido de manter sua alma selvagem de forma secreta/oculta/escondida? Como libertar? Como trazer a luz?
Reflita sobre o processo de construção do seu sapatinho vermelho feito a mão e o encontro com a sua matilha.

Com carinho,
Ana K.


*Textos retirados do livro: Mulheres que Correm com os Lobos - Clarissa Pinkola Estes.
Reflexões por: Ana Karina Lunelli

sábado, 22 de setembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Crescente

Olá a todas!
Primeiramente desejo a todas uma Primavera de muitas novidades, com frescor e leveza!
Chegamos a lua crescente da lunação de virgem e o conselho para a semana é: ÊXTASE!

Significado da carta:
Uma alegria extasiante dança o seu bailado na sua vida, trazendo com ela uma grande felicidade e prazer! Você está recebendo um convite carinhoso para elevar a sua vida à vibração máxima. Agora é hora de você apreciar cada momento da sua vida, cada batida do seu coração, cada lufada de ar que respira. Se você ficar esperando a felicidade bater a sua porta, vai cansar de esperar. No entanto, se decidir que quer encher a sua vida de uma alegria inebriante, ela se tornará um suntuoso banquete, que lhe trará saúde e vitalidade, além da companhia de muitas outras pessoas, só à espera de um convite para partilhar com você dessa mesa farta.
Os seus amigos não retornam os seus telefonemas ou encontram razões extremamente criativas e complexas para explicar por que não podem aceitar o seu convite para sair? Você foi multada pela polícia da alegria por transitar abaixo dos limites de prazer permitidos pela lei? Os seus estoque de momentos felizes diminuíram ou estão completamente vazios? Talvez você tenha aprendido que a vida é dor e sofrimento ou não esteja acostumada com a alegria porque ela não fez parte da sua  infância. Para você a alegria é como uma sobremesa que você só pode saborear depois de ter feito toda a lição de casa? Se a sua vida é sem graça, melancólica ou simplesmente chata, ou se ela é como um filme estrangeiro com legendas numa língua desconhecida, então você precisa fazer imediatamente uma sessão de reidratação, mas substituindo a água pelo mais puro prazer!
Incontáveis estudos atestam que os sentimentos de alegria, felicidade e êxtase se originam no cérebro. Isso significa que não precisamos esperar por momentos alegres para sentir alegria. Podemos ter um momento de alegria simplesmente fazendo uma pausa, respirando fundo e dizendo a nós mesmas: "Eu me sinto ótima!" ou "Este é um momento de plena felicidade" ou "Eu gosto de mim mesma!" ou outra expressão de felicidade mais do seu agrado.
Escolha fazer da alegria e do êxtase um hábito diário e a sua vida se transformará num mágico jardim de delícias!"*

*Texto retirado do livro: "O Oráculo do Código do Graal" - Ed. Pensamento.

Feliz Primavera!

Hoje as 11h49 entramos na primavera!

Que seja um período de novos começos, leveza, criatividade, clareza e crescimento a todas!

Seja bem-vinda estação das flores!


Com carinho,
Ana e Mônica.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

No Colo de Morgana

Hoje venho falar sobre um momento que estou vivendo. Estou retomando a minha rotina, após alguns dias de férias, mais que merecidas. Apesar de naturalmente, ter vontade de viajar e fazer algum passeio diferente, escolhi ficar junto da minha família.
Quem me conhece há algum tempo sabe que não moro com meus pais há uns bons anos, e na verdade, nem moro assim tão próximo a eles. E que me conhece, também sabe dos muitos desafios e dificuldades que enfrentamos nos últimos 10 anos. Mas sempre tentamos ser fortes. Lutamos muito, cada um da maneira que podia, pelo nosso bem. Erramos muito na tentativa de acertar, e estar junto deles nestes últimos dias foi algo que me confortou muito.
Viver esses momentos de paz, de alegria e confiança foi o maior presente que a Deusa poderia nos dar, após tantas dificuldades. Cada tentativa, cada lágrima derramada valeu a pena, valeu acreditar que um dia resgataríamos a harmonia. Não somos agora uma família perfeita, e nem temos a pretensão de ser. Mas estamos juntos, unidos no amor, na esperança, perdão e fé, buscando o melhor por nós. Isso é o mais importante.  E ainda temos muito a fazer.
E agora, ao voltar pra minha casa, derramando lágrimas, vem a sensação de vazio. Vem a vontade de continuar lá com eles, pra sempre. Mas tenho que tocar a vida, meus compromissos, minhas responsabilidades. Somente a Deusa pode me apontar um caminho para que eu possa viver minha vida, e carregar comigo minha família, sempre.
Ao me aconselhar junto a Ela, surge então, Morgana, a Fada, me trazendo este aconselhamento(retirado do Oráculo da Deusa):
“Morgana, a Fada chegou dançando à sua vida com os seus tambores e sua magia para convidá-la a descobrir e viver seus ritmos. Qual é o seu ritmo pessoal? Você sabe qual é o melhor momento para exercitar-se, dormir, comer, ser criativa, fazer amor, trabalhar e etc? Ou gasta toda a sua vitalidade ajustando-se ao ritmo imposto pelo trabalho, pela família, pelo amante, pelos amigos? Você mergulhou na vida do outro e vive no ritmo dele em vez do seu? Talvez você nunca tenha descoberto o seu ritmo porque quer agradar àqueles com quem convive e ‘fazer parte do time’ É de total importância que você siga o seu ritmo. Fluir com ele lhe dará mais energias, porque você não estará mais reprimido o que lhe é natural. Morgana, a Fada diz que a vitalidade, a saúde e a totalidade são cultivadas quando você flui com sua pulsação única, em vez de ir contra ela”.
Então, não adianta ir contra o fluir da minha vida. Tenho uma vida a ser vivida que é só minha, e sim, minha família faz parte dela. E é uma das partes mais importantes dela. Tenho que aceitar isso, que tenho uma vida independente, e que tenho que vivê-la, seguir os meus ritmos. Esperando ansiosamente para estar de novo com minha família, sem dúvidas. Mas antes de tudo, vivendo meus momentos e estando inteira em todos eles. Que Morgana me acolha em Seu colo, e me abençoe sempre e também abençõe minha família!! Pois assim como nós, Ela também é uma grande guerreira...
Mônica Azevedo

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Fim do inverno. Hora da faxina!

Estamos nos últimos dias do inverno. Sábado, dia 22/09 as 11h49 entraremos na Primavera. Durante esses dias (10 dias antes e 10 dias depois da entrada da estação) é muito bom fazer faxina, organizar e arrumar a casa/local de trabalho (aproveitar a lunação em virgem!!!), deixar o velho ir, doar coisas que não iremos mais usar, abrir espaço para o novo, afinal estamos em um fim de ciclo, indo do inverno para a primavera.

Também é importante fazer uma faxina no nosso organismo. Normalmente no inverno comemos um pouco mais, ficamos mais sedentárias e cometemos alguns excessos. É necessário eliminar e desintoxicar o organismo para não termos gripe, febre, falta de energia e melhorar nosso sistema imunológico.

Abaixo listo pequenas dicas para a harmonia e manutenção de saúde que aprendi no Ayurveda.

- Água e chás como: boldo e carqueja (chás amargos) removem toxinas.
- Suco de clorofila até as 10h da manhã para desintoxicação. Bater no liquidificador junto: 2 folhas de couve, suco fresco de 1 laranja e suco fresco de 1 limão.
- Alimentos picantes, azedos e ácidos ajudam a eliminar o muco. (principalmente pra quem toma muito leite, e come muitos farináceos).
- Água morna + algumas gotas de limão logo pela manhã em jejum ajuda a evacuar.

Alguns sucos desintoxicantes:
(Esses sucos foram retirados do excelente livro: Alimentação desintoxicante - Conceição Trucom)

  • Quando tomados em jejum têm função primária de desintoxicar e função secundária de nutrir e vitalizar.
  • Quando tomados no meio da manhã ou da tarde têm função primária de nutrir e vitalizar e função secundária de desintoxicar.

Abacaxi, mamão e morango
1 fatia grossa de abacaxi
1 fatia de mamão formosa
8 morangos
Água de coco (o suficiente)
Bata tudo no liquidificador. Servir imediatamente.

Limpeza total
1 rodela grossa de abacaxi
Suco fresco de 2 laranjas pera
Suco fresco de 1 limão.
Bata tudo no liquidificador. Servir imediatamente.

Laxante
1 fatia de mamão formosa
Suco de 2 laranjas descascadas preservadas a parte branca (passadas na centrífuga)
1 ameixas secas ou 1 colher (sopa) de uvas passas
Bata tudo no liquidificador. Tome sem coar.

Pepino e Hortelã
1 pepino sem casca
6 ramos de hortelã
Passe tudo pela centrífuga e sirva imediatamente. Um copo de suco diário ajuda na oxigenação e rejuvenescimento das células.

Sempre lembrando que para melhores resultados temos que tomar bastante água, praticar exercícios, nos alimentarmos bem (evitar açúcar, carnes, enlatados e alimentos industrializados, farináceos), meditar, ter momentos de lazer e bom sono. ;)


Espero que gostem!
Com carinho,
Ana K.

sábado, 15 de setembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Nova

Olá a todas!
Hoje Sol e Lua estão juntos no céu dando inicio a Lunação em Virgem.
Virgem é o signo da análise e da síntese. É regido por mercúrio, planeta da comunicação e expressão, e que neste signo fala dos estudos, da pesquisa e da ciência.
Ótima lunação para cuidar da saúde, cuidar dos detalhes, estudar, criar hábitos melhores e organizar a rotina e os afazeres.
O conselho para essa semana de lua nova é: A GUARDIÃ!
Signicado da carta: Joana d´Arc, vestida para a batalha, aparece ao seu lado para ajuda-la a enfrentar o desafio que a vida lhe apresenta. O tempo urge. Você está precisando desenvolver habilidades que a levem a ser uma boa guardiã para si mesma. Você está perdendo muito da sua energia, do seu tempo, da sua saúde e/ou dos seus recursos. Um bom relacionamento, que lhe garanta proteção, se faz necessário agora.
Você se se exausta e desvitalizada depois de passar algum tempo na companhia de uma certa pessoa ou de certas pessoas? Você já aprendeu a colocar limites nos seus relacionamentos ou nem sabe por onde começar? Será que você se entregou a alguém uma parte sua muito rara e preciosa que deveria ter guardado só para si e mantido a salvo de pessoas desrespeitosas? Neste momento, é fundamental saber quais aspectos seus você deve partilhar ou não com as outras pessoas. Se você está em busca de uma orientação com respeito a uma pessoa ou situação, saiba que a resposta é: só se você souber impor limites muito bem-definidos e fazer da sua própria proteção uma prioridade.*

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento,

domingo, 9 de setembro de 2012

Conselho da Semana - Lua Minguante

Olá a todas!
Chegamos a lua minguante e o conselho para essa semana é: ÊXTASE!
Significado da carta:
Uma alegria extasiante dança o seu bailado na sua vida, trazendo com ela uma grande felicidade e prazer! Você está recebendo um convite carinhoso para elevar a sua vida à vibração máxima. Agora é hora de você apreciar cada momento da sua vida, cada batida do seu coração, cada lufada de ar que respira. Se você ficar esperando a felicidade bater a sua porta, vai cansar de esperar. No entanto, se decidir que quer encher a sua vida de uma alegria inebriante, ela se tornará um suntuoso banquete, que lhe trará saúde e vitalidade, além da companhia de muitas outras pessoas, só à espera de um convite para partilhar com você dessa mesa farta.
Os seus amigos não retornam os seus telefonemas ou encontram razões extremamente criativas e complexas para explicar por que não podem aceitar o seu convite para sair? Você foi multada pela polícia da alegria por transitar abaixo dos limites de prazer permitidos pela lei? Os seus estoque de momentos felizes diminuíram ou estão completamente vazios? Talvez você tenha aprendido que a vida é dor e sofrimento ou não esteja acostumada com a alegria porque ela não fez parte da sua  infância. Para você a alegria é como uma sobremesa que você só pode saborear depois de ter feito toda a lição de casa? Se a sua vida é sem graça, melancólica ou simplesmente chata, ou se ela é como um filme estrangeiro com legendas numa língua desconhecida, então você precisa fazer imediatamente uma sessão de reidratação, mas substituindo a água pelo mais puro prazer!
Incontáveis estudos atestam que os sentimentos de alegria, felicidade e êxtase se originam no cérebro. Isso significa que não precisamos esperar por momentos alegres para sentir alegria. Podemos ter um momento de alegria simplesmente fazendo uma pausa, respirando fundo e dizendo a nós mesmas: "Eu me sinto ótima!" ou "Este é um momento de plena felicidade" ou "Eu gosto de mim mesma!" ou outra expressão de felicidade mais do seu agrado.
Escolha fazer da alegria e do êxtase um hábito diário e a sua vida se transformará num mágico jardim de delícias!"*

*Texto retirado do livro: "O Oráculo do Código do Graal" - Ed. Pensamento.

Nota pessoal: Depois de brincadeira, beleza e agora êxtase, a vida vem me mostrando como preciso me permitir algumas coisas e esse feriado veio bem a calhar. Estou hiper feliz! Aproveitando cada momento!

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Continuando a Fortalecer Nossos Vínculos

Nestes últimos dias eu estive muito calada, pensativa, reflexiva. Estive pensando principalmente nas minhas limitações. Algumas delas são limitações que envolvem tanto a nós, mulheres, como também ao universo masculino. Mas a limitação sobre a qual gostaria de compartilhar hoje aqui, envolve especialmente a nós, mulheres. E no caso, estou falando a respeito de conflitos entre nós, mulheres.
Acredito que todas nós já ouvimos aquela velha história de que nós somos invejosas, competitivas, traiçoeiras entre nós. Na verdade, a maioria de nós já vivenciou algum tipo de conflito neste sentido, não é mesmo? Eu já vivi, e não foi só uma vez. Talvez possa viver muitas outras vezes. E como uma mulher que tem uma preocupação, um compromisso de ajudar a fortalecer o vínculo entre nós e que tem uma preocupação em colocar questões para promover a cura entre nós, gostaria de fazer uma “provocação”, para que pudéssemos refletir antes de continuarmos cultivando qualquer sentimento que não seja legal entre nós. E digo do fundo do meu coração, eu estou aqui assumindo que para mim é um grande desafio deixar alguns sentimentos irem, perdoar, curar feridas que surgiram por conta de conflitos com outra(s) mulher(es). É claro que é lindo dizer que precisamos nos abraçar, nos curar, como sempre dizemos aqui. Mas acho também que é NECESSÁRIO vivenciarmos em nós essa cura.
Pensando em todos os conflitos que já vivi em relação a outras mulheres, e observando os conflitos que mulheres próximas a mim já viveram, começo a pensar na sociedade patriarcal em que vivemos. Este sistema patriarcal por si só incentiva a disputa, a competição. Aqui nesse mundo, só é valorizado quem recebe o melhor salário, quem ocupa os melhores cargos, quem estudou mais. Somos bombardeadas por propagandas, matérias de revista, programas de TV que dizem que somente as mulheres com o padrão de beleza “x” são as atraentes, bonitas e sexys. E como resultado disso, o que vejo agora são mulheres que desde muito jovens têm a sua autoestima abalada. Seja por não terem a qualificação profissional e financeira “satisfatórias” para este sistema capitalista, seja por não estarem de acordo com o padrão de beleza imposto por esta sociedade. É óbvio que com essas cobranças vindas de tudo quanto é lado há uma grande tendência de crescermos com a auto confiança, com uma imagem sobre nós mesmas fragilizadas. Temos que atingir padrões que são inatingíveis, é isso, simplesmente.
Outra coisa que desde criança nós crescemos ouvindo, é que temos que ter um homem, um companheiro para nos amar e nos proteger. Vivemos nossa vida inteira dependendo do amor e da aceitação de um parceiro para sermos felizes. E claro, como já foi dito no parágrafo anterior: temos que ser lindas, inteligentes e bem sucedidas para que nossos companheiros nos amem e nos desejem. Puxa, será que nosso amor próprio não basta? Sim, é muito bom quando encontramos alguém com quem a gente possa compartilhar a nossa vida, alguém que nos ame e que também possamos amar. Mas o que eu vejo muitas vezes são mulheres que se envolvem em relações complicadas porque disseram a elas precisam ter alguém para serem “completas”. O que eu vejo são mulheres disputando homens entre si, porque disseram que elas precisam ter um companheiro. O que eu vejo são mulheres que anulam suas vidas por um “amor”.
Disseram que é feio expressarmos nossas mágoas, nossos medos, nossas raivas e nossas frustrações. Como resultado disso, não sabemos lidar com esses sentimentos, o que acaba refletindo nas nossas relações, seja com colegas, amigas, familiares e mulheres conhecidas.
Confesso que tudo o que foi colocado aqui é algo que eu também tenho dificuldade em lidar. Mas ao mesmo tempo, estou procurando abrir minha mente, meu coração e meu espírito para curar minhas feridas, e para contribuir para a cura de feridas das minhas companheiras de jornada. Refletir sobre isso já é um grande passo, eu penso assim.


Mônica Azevedo

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...